Seguidores

sábado, 6 de fevereiro de 2016

SÉRIE PROCURADORES DOS ESTADOS UNIDOS 1 AO 4

LIVROS

Irresistivelmente Amor - Julie James


Ele está acostumado a conseguir o que procura... Um ex-astro do futebol americano e um dos principais promotores de Chicago, Assistente US Attorney Cade Morgan, fará de tudo para pegar um senador corrupto, o que significa que ele precisa da ajuda de Brooke Parker. Como conselheiro geral para uma empresa de restaurantes, ela pode obter um bug para a mesa do senador em um de seus restaurantes cinco estrelas, para que o FBI possa bisbilhotá-lo. Tudo que Cade tem que fazer é convencer Brooke a cooperar, e ele não tem medo de usar um pouco de charme, ou o poder de seu escritório, para fazer exatamente isso. E o que ele quer é seu.
Uma mulher de negócios, experiente, Brooke sabe do que ela precisa para jogar, mesmo que seja com a Procuradoria dos EUA, se isso significa trabalhar com Cade. Sem dúvida há uma atração escaldante sob todos os seus gracejos sarcásticos, mas Brooke está determinada a manter as coisas casuais. Cade concorda, até que uma surpreendente virada de eventos transforma sua vida em um tumulto, e ele percebe que ele quer mais do que apenas um bom tempo com a única mulher com quem ele poderia cair assustadoramente, irresistivelmente no amor.

SÉRIE CORAGEM PARA AMAR


LIVROS
Momento de Redenção


Série Coragem Para Amar
Apesar de SUA fachada de italiano rico e sedutor, Rico D'Angelo Quer salvar o Mundo. Só Que Sozinho. A Abertura de um café de Caridade Deveria Ser o Suficiente parágrafo ELE Finalmente Superar traumas de infância e Seguir em frente. gerente E sua, Neen Cuthbert Tera hum papel jornada fundamentais nessa.

Em Momento de redenção, o sexy Rico D’Angelo destina parte de seu tempo e fortuna tentando salvar o mundo, e ignora que ele também precisa de salvação. Até que Neen Cuthbert entra em sua vida para ajudá-lo em um de seus projetos filantrópicos. Mas o verdadeiro desafio dela será resgatar Rico de sua solidão.
Com amor, Cara



Capítulo 1



           Rico fitou o formulário na sua frente... De novo... E depois deixou escapar um suspiro, caindo sobre a cadeira. Tivera tantas esperanças para esse projeto... Esperanças de encontrar alguém tão fantasticamente entusiasmado quanto ele.
Franziu os lábios. Esperanças de encontrar alguém não apenas muito entusiasmado, mas com qualificações de primeiro nível e experiência sólida. Entretanto, passara um dia e meio de entrevistas e descobrira que podia dizer adeus a esse sonho.
Endireitou os ombros. Apertando o botão do interfone, gritou:
— Janeen Cuthbert já está aqui, Lisle?
— Ainda não, mas faltam dez minutos para sua entrevista.
— Obrigado.
Não era um ato de cortesia chegar dez minutos antes para uma entrevista de emprego? Ele fez careta para a parede. Parecia que gerentes de restaurantes trabalhavam segundo sua conveniência de horário. Não que os gerentes de restaurantes de Hobart, é claro, estivessem fazendo fila na sua porta pela oportunidade de trabalhar em um café de caridade.
Com um gesto raivoso, ele fechou a ficha de Janeen Cuthbert.
Depois apertou as narinas e tentou respirar fazendo força.
Não era ambicioso. Só queria um gerente ou uma gerente. Seria algo tão difícil de conseguir?
Entrevistara pessoas felizes e animadas sem nenhuma experiência. Boas pessoas. Rico, porém, antecipara o resultado. Acabariam por desistir, deixando-o na mão, e esse projeto era importante demais para correr tal risco.
Consultou o relógio; cinco minutos para as 14h. Caso Janeen Cuthbert não chegasse pontualmente às 14h, podia dar meia-volta e ir para casa. Ele precisava de alguém que levasse esse trabalho muito a sério. Alguém que se comprometesse completamente em fazer desse café um sucesso.
Pelos próximos cinco minutos, tamborilou com os dedos sobre a escrivaninha. Não se voltou para olhar pela janela o movimento na calçada. Da sua sala, não conseguia ver o porto, mas, como raramente ficava no escritório, não se importava. Como gerente de projetos, não tinha nem mesmo uma secretária. Precisava dividir Lisle com outros dois administradores do governo, mas também não se importava com isso. Há muito chegara à conclusão de que quem quer faz e quem não quer manda.
Fitou o relógio. Duas horas em ponto.
Ia apertar o botão de novo, quando Lisle se antecipou, anunciando:
— Janeen Cuthbert está aqui para a entrevista das 14h, Rico.
Ele rangeu os dentes e engoliu em seco.
— Mande entrar.
Contou até três. Uma batida suave soou à porta. Rico praguejou em silêncio. Era uma batida fraca demais. Faltava fibra. Cerrou os punhos. Raios! Estava farto de garotas doces, boazinhas e ineficientes.
Esforçou-se para dizer:
— Entre.
Contudo, quando ficou frente a frente com sua penúltima entrevistada do dia, mudou de opinião. A srta. Cuthbert não lembrava uma garota sem fibra. Na verdade, parecia prestes a explodir. Disfarçava bem, mas Rico já passara muitas horas trabalhando com jovens problemáticos para não reconhecer os sinais... O brilho dos olhos, o rosto corado e as narinas dilatadas. Mesmo que tudo isso estivesse escondido por baixo do sorriso educado.
Ele a fitou. Podia ser muitas coisas, mas Rico tinha certeza que não era submissa nem fraca.
— Sr. D’Angelo?
— Sim





Tudo  por um bebê
FIRST COMES BABY...
Michelle Douglas



Quando Meg percebe que seu relógio biológico vai soar as 12 badaladas, há somente uma pessoa a quem ela poderá recorrer... Ben, seu melhor amigo desde a infância. Ajudá-la a realizar o sonho de se tornar mãe é a decisão mais fácil que ele já tomou na vida. Mas não tarda para Ben perceber que não quer ser apenas o “tio” da criança...




Querida leitora,

Em Tudo por um bebê, Meg decide que está mais do que na hora de ter um filho e parte para uma produção independente. O escolhido para ajudá-la nesse projeto é Ben, seu melhor amigo. Mas depois da inseminação artificial, ele percebe que o papel de “tio” não será o suficiente, e terá que convencer Meg a embarcar em um novo projeto: formar uma família com ele!
Em Momento de redenção, o sexy Rico D’Angelo destina parte de seu tempo e fortuna tentando salvar o mundo, e ignora que ele também precisa de salvação. Até que Neen Cuthbert entra em sua vida para ajudá-lo em um de seus projetos filantrópicos. Mas o verdadeiro desafio dela será resgatar Rico de sua solidão.



Capítulo I




— Ben, você consideraria a ideia de ser meu doador de sêmen?
Ben Sullivan inclinou a cabeça para trás ao ouvir a pergunta de sua melhor amiga. Repousou a taça de vinho sobre a mesa de café antes que derramasse o líquido no chão, e virou-se para encará-la. Meg ergueu uma das mãos para o alto como se estivesse esperando que ele a interrompesse.
Interrompesse?
Ele tossiu. Engasgou-se. Mal conseguia respirar, quanto mais interrompê-la! Quando perguntara a ela sobre o que estava pensando, não era isso o que ele esperava ouvir. Nem de longe. Ben pensou que teria algo a ver com Elsie ou com o pai dela, mas...
Ben reclinou-se pesadamente contra as almofadas e agarrou-se com força no braço do sofá. Brevemente, de uma maneira covarde, desejou estar de volta no México em vez de estar ali em Fingal Bay.
Um doador de sêmen? Ele?
Meg repousou uma das mãos sobre o peito dele, pressionando-o e fazendo com que os últimos átomos de ar saíssem de seus pulmões.
— Deixe-me lhe dizer primeiro por que eu gostaria que você fosse meu doador, e depois o que eu acho que seria o seu papel na vida do bebê.
O tom sensato de voz dela aliviou a pressão que ele sentia no peito. De súbito, Ben impulsionou o corpo para trás e apontou o indicador para ela.
— Por que, em nome de Deus, você precisa de um doador? — Ela estava com 38 anos, como ele. — Ainda há muito tempo.
— Não, não há.
As costas masculinas ficaram tensas.
Meg sentou-se na outra ponta do sofá e engoliu em seco. Ele assistiu a garganta dela se mover e suas mãos se fecharam em punhos. Tentou sorrir, mas o seu esforço o magoou.
— Meu médico disse que eu corro o risco de me tornar infértil.
Ben sentiu a bile queimar em sua garganta. Meg sempre quisera filhos. Possuía um centro de assistência à infância, por Deus. Ela seria uma excelente mãe. Custou uma enorme força de vontade para que ele engolisse a fúria que queimava sua garganta. Lutar contra o destino não iria ajudá-la.
— Estou agendada para fazer uma fertilização in vitro para que eu possa engravidar o mais rápido possível.
Portanto, esta era a razão de ela estar pedindo para que ele fosse seu doador de sêmen. Ele?
— Você seria uma mãe brilhante, Meg.
— Obrigada. — O sorriso dela estava um pouco tímido. Era o tipo de sorriso que desarmaria qualquer homem — Nem todos serão tão compreensivos, eu temo, mas...
Ela inclinou-se contra ele, seu cabelo louro tocava seus ombros.
— Não estou com medo de ser mãe solteira, e estou muito bem financeiramente. Não tenho dúvida de minha habilidade em cuidar não só de mim como também de um bebê.
Ben também não duvidava disso. Estava falando sério quando dissera que ela seria uma excelente mãe. Meg não seria fria e indiferente. Amaria seu filho. Preencheria os dias dele ou dela com amor e risada, e nunca haveria um momento de dúvida sobre o quanto esse bebê seria estimado.
Ele sentiu o peito incendiar. E a dor começar a incomodar seus olhos. Ela daria ao filho deles o tipo de infância que ambos sonharam. Meg endireitou o corpo.
— Agora, ouça. Só para lembrar, se você odiou a ideia, se isso o faz se sentir no mínimo desconfortável, então nós esquecemos do assunto, está bem?
O coração dele começou a bater.
— Ben?
O tom mandão de voz dela quase o fez sorrir. Ele assentiu com a cabeça.
— Certo.
— Certo. — Meg inspirou profundamente. Ben sentiu o coração bater mais forte. — Ben, você é meu melhor amigo. Eu confio totalmente em você. Então me parece certo lhe confiar uma vida... Uma vida que será tão importante para mim
Ele fechou os olhos e respirou fundo.
— Você é saudável, magro e inteligente... Tudo o que eu quero para um filho meu.
Ben abriu os olhos novamente.
Ela fez uma careta.
— E, embora eu nunca vá admitir isso na frente de outra pessoa, não há outro homem cujos genes eu admire mais do que os seus.
Por trás do sorriso dela, notou sua sinceridade. E, assim como qualquer outro momento em que ele lhe visitara, Meg conseguiu derreter a frieza que havia crescido em seu interior enquanto estivera viajando o mundo com seu jato.
— Eu quero tanto um bebê. — O sorriso dela desapareceu. — Mas ter um bebê dessa maneira... Através de uma fertilização in vitro... Não existe realmente mais ninguém para compartilhar dessa jornada comigo. E um doador anônimo... — Ela baixou os cílios. — Eu não sei. Parece um pouco frio, é só isso. Mas se o doador fosse você, sabendo que você seria parte disso...
Meg encontrou os olhos dele. Ele leu em suas faces o quanto isso significava para ela.
— Bem, isso não seria tão ruim, sabe? Quero dizer, quando a criança perguntasse eventualmente sobre o pai, ao menos eu seria capaz de responder às curiosidades dele ou dela.
Sim, mas ele seria esse pai. Ben correu um dedo ao redor da gola da camiseta.
— Que tipo de curiosidades?
— Cor do cabelo, cor dos olhos. Se você é divertido, gentil. — Meg inspirou profundamente. — Olha, quero deixar claro que eu sei que você não tem desejo nenhum em se acomodar, e eu sei que você nunca quis ter filhos. Isso não é o que eu estou lhe pedindo. Não estou lhe pedindo nenhum tipo de compromisso. Vejo seu papel como o de um tio preferido e nada mais.
Ela o encarou por um momento.
— Eu o conheço, Ben. Prometo que o seu nome não vai aparecer na certidão de nascimento a menos que você queira. Prometo que a criança nunca irá saber sua identidade. E também — acrescentou ela — eu iria morrer se você estivesse disposto a me oferecer qualquer tipo de ajuda financeira.
Isso o fez sorrir. Meg era totalmente independente... Ele daria isso a ela. Independente e mandona. Ele também suspeitava que provavelmente ela achasse que ganhava mais dinheiro do que ele.
O fato era que nenhum deles era miserável.
— Eu sei que independentemente de você concordar com a minha proposta ou não, você iria amar e suportar qualquer criança minha da mesma forma que me ama e me suporta.
Isso era verdade.

             

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

OS DANTES

SÉRIE OS DANTE

LIVROS
A Noiva Chantageada
(Dante’s Blackmailed Bride)
Day Leclaire
Os Dante 01

Severo Dante e seus irmãos sempre fizeram pouco dos rumores sobre o "Inferno", um desejo explosivo que dominaria os homens da família no instante em que vissem suas almas gêmeas...
Até que ele conheceu Francesca Sommers, e ficou atordoado frente a uma avassaladora atração mútua. Uma estrela em ascensão em uma empresa rival, Francesca é a designer de uma fantástica coleção de jóias que pode arruinar os planos de Severo para a reconstrução do império dos Dante. Só existe um meio de evitar o fracasso total: forçá-la a se tornar sua designer... E sua noiva... Até a ardente paixão arrefecer. Contudo, pode ser impossível controlar as chamas do "Inferno"...







A Esposa Roubada
(Dante’s Stolen Wife)
Day Leclaire

Os Dante 02


Chamava-se "Inferno" o desejo incontrolável que açoitava um homem apenas uma vez na vida. O milionário Marco Dante sentiu suas chamas no instante em que viu Caitlyn Vaughn. Nada o impediria de possuí-la. Nem mesmo o compromisso dela com seu irmão gêmeo, Lazzaro. Assim, Marco decidiu se passar por ele e roubá-la para um casamento às pressas... E uma lua de mel de tirar o fôlego. Agora, ele precisará encará-la quando seu disfarce for revelado... E descobrir uma forma de transformar a fúria de Caitlyn em paixão...








Falsa União
Day Leclaire

(Os Dante 03)
Nada impediria que Nicolo Dante descobrisse a verdade sobre Kiley O'Dell. Ele sabia que ela não devia passar de uma mentirosa, mas, no momento em que viu sua beleza, sua alma queimou com o calor que arde apenas uma vez na vida: o Inferno dos Dante. Quando um acidente a fez perder a memória, Nicolo aproveitou a chance de desvendar seus mais profundos segredos... se passando por seu marido! No entanto, quanto mais ele continuava com a perigosa farsa, mais percebia que não descansaria até tornar Kiley verdadeiramente sua.











CONTRATO NUPCIAL
Dante's Contract Marriage
Day Leclaire

(Os Dante 04)

O rico empresário Lazzaro Dante era racional demais para acreditar na lenda do Inferno dos Dante. Assim, ele tinha certeza de que um casamento de conveniência para ajudar sua família a manter um inestimável diamante deixaria seu coração intacto. Contudo, ao conhecer Ariana Romano, sua alma havia sido marcada a ferro e fogo com uma atração que os ligaria por toda a vida. Apesar de seu acordo secreto para manter o casamento apenas no papel, Lazz sabia que não conseguiriam esconder a paixão que ardia entre os dois por muito tempo...






Jogo de Prazer
(Dante's Ultimate Gamble)
Day Leclaire


Luc Dante tinha um dever: cuidar de uma jovem herdeira... E não seduzi-la!
Apenas uma obrigação familiar poderia forçá-lo a bancar a babá da herdeira Téa de Luca. Porém, quando Luc sentiu a intensidade do fogo do desejo, sabia que seu destino fora selado. Durante o período de seis semanas, Luc e Téa poderiam viver uma grande paixão. Mas suas famílias logo descobriram o romance. Como um Dante, Luc aceitou cumprir seu dever de desposar Téa. Mas ele há aceitaria um dia como o amor de sua vida?




quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

SÉRIE IRMÃOS PENDLETON



Série Irmãos Pendleton

1- Alguém como você

2- Dance with the devil - não publicado no Brasil

3- Uma Chance Para Amar

4- Brincando Com Fogo

5- For the Love of Sin - não publicado no Brasil


Alguém Como Você


LIVROS

Carly Pendleton não precisa de mais um homem superprotetor em sua vida…

Ela já tem sete irmãos. Por isso, quando começa a ser cortejada por seu velho amigo Russ Bradford, prefere resistir.
Ele pode ter todas as qualidades indispensáveis à perfeita fantasia feminina, mas sempre fora o anjo da guarda dela.

Ainda que Russ insista para que Carly se livre logo de sua inocência, ela não tem o menor motivo para abrir mão de uma independência duramente conquistada...
Muito menos se arriscar a ter o coração partido. Afinal, o passado de Russ o condena…Com uma fama de sedutor de causar inveja a Casanova, ele agora pensa em se acomodar com uma mulher linda, meiga e calorosa… em resumo, alguém como Carly!
Russ conseguirá conquistá-la?

Capítulo Um



– Ei, gata, você tem um belo balanço nesse quintal dos fundos.
Carly Pendleton parou de observar a mesa farta de aperitivos e desviou seus olhos na direção daquela conhecida e maliciosa voz masculina. Balançou a cabeça de forma censuradora.
– Você está dando um exemplo terrível para esses influenciáveis alunos do último ano, Russ. Os largos ombros subiram e desceram enquanto ele tocava uma balada no piano de cauda.
– O que posso dizer? – perguntou Russ inocentemente. – Em seis anos, você ganhou um belo traseiro. Ela lutou para conter um sorriso que provocava seus lábios e fracassou.
– Estou surpresa por você ter percebido isso, tendo Tina e Amanda. – Carly olhou para o alto, fingindo estar confusa. – Ou a mais recente foi Natalie?
– Você está me ofendendo – disse Russ. – Sabe que meu coração sempre foi seu.
– E imagino que tenha doado o resto do seu corpo para pesquisas. – Carly arqueou uma escura sobrancelha. – Pesquisas femininas.
– Bem – falou, passando as mãos pelo teclado num arpejo –, se você resolver que quer conduzir seu próprio estudo um dia... – Ele deixou o pensamento sedutoramente pendente entre eles.
Carly perdeu o fôlego. Em seguida, riu. Afinal, Russ não estava falando sério. Ela o viu pegar a taça de vinho e dar um gole.
– Sabe, nunca consegui entender como você consegue fazer essas mãos grandes e quadradas tocarem músicas tão lindas no piano. Simplesmente não parece possível. – Ela tocou um dos largos dedos dele.
– Anos de prática – disse depois que ela soltou sua mão.
– Minha mãe me obrigou. Aguentei muita gozação até conseguir trucidar alguns dos meus perseguidores.
– Nunca tinha imaginado isso – Carly sorriu. – Sou muito grata à sua mãe. Quem teria imaginado que o maior criador de bagres do condado de Beulah estaria tocando piano em ocasiões especiais no meu barco fluvial?
– Você devia ser grata a mim – corrigiu Russ. – Ganhei vários olhos roxos como resultado do meu treinamento musical. O mínimo que você poderia fazer seria me consolar. – Ele se esforçou para plantar uma expressão deplorável em seu rústico rosto. Carly balançou a cabeça.
Russell Bradford de fato não conseguia parecer digno de pena. Aos 30 anos, tinha 1,93m de altura e mais de 100kg distribuídos em músculos definidos por seu corpo bronzeado. Quando criança, tivera o cabelo vermelho-vivo. Os anos o tinham tingido de um castanho-avermelhado mais escuro.
Seu rosto escarpado e expressivo tinha a capacidade tanto de intimidar um oponente quanto de encantar sua mais recente conquista para levá-la para a cama. No entanto, ainda que fosse um chocante conquistador, Russ mantinha seu sensato coração muito protegido.


Uma Chance Para Amar

ROMANCE CONTEMPORÂNEO


Daniel Pendleton é incansável. O mais velho entre seis irmãos e uma irmã, ele foi forçado a amadurecer rápido depois da morte dos pais.


Agora, com todos crescidos, ele finalmente tem tempo para aproveitar a vida e fugir do papel do Pendleton responsável e confiável, ainda que temporariamente.
Daniel quer apenas uma mulher para acompanhá-lo nessa fantasia proibida: Sarah Kingston.
Mas ela tem certeza de que só causará problemas para um homem bom como ele. O lado sensato de Sarah diz para evitar o envolvimento. O lado sensual, porém, só quer se entregar à oferta de um caso apaixonado e inconsequente.
Depois de alguns beijos ardentes, ela não resiste. Daniel achava que levar Sarah para a cama seria o suficiente para satisfazer seu desejo e esquecê-la. Entretanto, ele não imaginou que se apaixonaria por uma mulher assombrada por segredos do passado…




Capítulo Um


— Não — disse Sara, suavizando a recusa com seu mais refinado sorriso. — Foi gentil da sua parte ter me convidado, mas realmente preciso conferir os aperitivos — Afastou-se, esperando não ter ofendido o cliente, mas algo na maneira como o homem a fitava a fez se sentir desconfortável.
Não deveria ter usado a lingerie vermelha naquela noite. Revirou os olhos, repreendendo-se em silêncio. Paranoia! O homem não era o Superman. Não podia ver que tipo de lingerie ela estava usando. Verificou as mesas bem-guarnecidas e decoradas com toalhas de linho. Sua chefe, Carly Bradford, não medira esforços para produzir uma grande festa de Natal a bordo do Matilda’s Dream, uma embarcação de sua propriedade, que alugava para festas e cruzeiros fluviais.
Agentes de viagens, representantes de empresas locais e os sete irmãos de Carly dançavam, comiam, riam e flertavam nos três deques decorados. Não sendo muito adepta de festividades, Sara implorara para ser dispensada, mas Carly era mais do que uma chefe, era uma amiga e parecia determinada a incluí-la em todos os eventos sociais da família.
— Está se especializando em conferir mesas de aperitivos — soou uma voz masculina grave atrás dela.
Sara ficou tensa. Daniel Pendleton, Desde que ela, sem querer, derramara sopa em seu colo, seis meses antes, ele fazia com que se sentisse tão desejável quanto uma borra de café. Daniel queimara as mãos em um incêndio no celeiro e Carly lhe pedira para ajudar a cuidar do irmão. Ele não lhe demonstrara a mínima gratidão. O relacionamento dos dois era, na melhor das hipóteses, civilizado. Respirou fundo e inalou a fragrância suave de sândalo e sabonete que ele exalava. Então, virou-se para encará-lo.
— Carly está ocupada mantendo os convidados entretidos. Só estou tentando ser útil.
— Pensei ter ouvido Carly dizer que queria que seu pessoal tirasse a noite de folga e se divertisse como convidados. — Gesticulando com a mão, apontou em direção a um garçom vestido de preto.
— Ela contratou uma agência de empregos temporários para fornecer garçons. — Os cantos da boca se ergueram em um sorriso.
— Você deveria estar se divertindo. — A fileira de dentes brancos desconcertou-a.
— Quer dançar? Perplexa com o convite, ela piscou, então sacudiu a cabeça em uma negativa de modo automático.
— Não. Eu...
— Por quê?
Sara olhou em seus olhos violeta, traço característico dos Pendleton, e não conseguiu pensar em uma resposta. Se um nome tivesse de ser colocado após a palavra masculino no dicionário, esse nome seria Daniel Pendleton. Tinha ombros largos, um abdômen plano e quadris estreitos, os quais se sobressaíam com perfeição naquele elegante terno azul-marinho. Os cabelos de um tom castanho-escuro possuíam um leve ondulado e as poucas rugas de expressão, na testa e ao redor dos olhos, acrescentavam um toque de maturidade a seu rosto bonito.




Brincando Com Fogo


Série Irmãos Pendleton




Ela despertava seus instintos mais primitivos.

Brick Pendleton não cansava de sentir a pele dela contra a dele, ou de ver seus olhos tornando-se negros de desejo.

Brick ficou atordoado quando Lisa Ransom fez amor como se fosse uma selvagem e depois o abandonou.
Ele sabia o que ela realmente desejava.
Importava-se com Lisa mais do que com qualquer outra mulher. Mesmo assim não conseguia manter suas promessas.
Lisa tentou esquecê-lo e ignorá-lo, mas Brick havia mexido com ela.
Dominando-a com as carícias de seus lábios e de suas mãos, deixando-a atordoada.
O poderoso especialista em demolições sabia bem como destruir as coisas, mas reconstruir a confiança de Lisa significava lutar contra seu passado e confessar seus medos. Poderia ele andar sobre fogo para ganhar o coração dela?

Capítulo Um

— É hora de sair de cima do muro, Brick.
A voz rouca de Lisa Ransom cruzou a mente de Brick Pendleton em algum nível do seu subconsciente. Vários instantes haviam se passado, mas seu corpo ainda latejava com as deliciosas sensações do êxtase que experimentara. A vida amorosa dos dois parecia ainda mais intensa do que o habitual.
Com persistência e cuidado, seduzira-a até ela jogar a toalha e inflamá-lo com suas mãos gentis.
O perfume inebriante de sua excitação lhe restringia a mente para Lisa e somente Lisa.
O suspiro suave de prazer que ela deixara escapar, quando a penetrou, quase o fez perder o controle, mas foram os sinais, internos e externos, de seu clímax, que o levaram ao delírio. Quando o puxou para si, cingiu-lhe os quadris com as coxas macias, a feminilidade úmida, os braços trêmulos e o rosto repleto de satisfação.
No momento, ele poderia se comparar aos prédios que demolia todos os dias.
Sentia-se gloriosamente devastado e amava cada minuto daquela sensação.
Estendeu a mão para alcançar a mulher responsável por seu atual estado de plenitude sensual e seus dedos tocaram-lhe o pé. Franziu a testa, seu senso de bem-estar mudando de repente. Ela parecia estar sentada na cama.
Sair de cima do muro.
— Pescar? — repetiu ele, afastando a mão e esfregando o rosto em um esforço para clarear a mente.
— Sim — confirmou Lisa em um tom de voz tenso que o fez sentir um frio na barriga. Brick tinha um desconfortável pressentimento sobre o que estava por vir. De modo relutante, sacudiu o torpor sexual e sentou-se na cama, também.
— E o que eu estava tentando dizer, antes de você... antes de nós... — Lisa exalou um suspiro frustrado. — Antes de acabarmos aqui. Tentei lhe dizer, mas você sempre conseguiu me distrair. Brick, eu quero um bebê.
A respiração dele alojou-se em algum lugar entre o coração e a garganta. Ele olhou para Lisa.
Os longos cabelos castanhos caíam-lhe pelos ombros, até a extremidade do lençol cor-de-rosa, que lhe cobria o torso até a altura dos seios.
Nos últimos seis meses, ele se esforçara para guardar na memória cada centímetro do 1,77m que compunha aquele delicioso corpo feminino, incluindo as partes escondidas sob aquele lençol de algodão. Sabia que Lisa possuía a figura de ampulheta de seus sonhos secretos, juntamente com uma abundância doce e sensual que sempre lhe proporcionava uma enorme satisfação.
Além do mais, ela não ficara nem um pouco intimidada com seu físico vigoroso. Brick, com mais de 1,92m de altura, estava acostumado ao fato de as mulheres se sentirem intimidadas com ele. Lisa, no entanto, ficara fascinada com seu tamanho, o que lhe propiciava um imenso prazer saciar seu fascínio.
Tocá-la lhe despertava os instintos sexuais mais primitivos, levando-o ao clímax. Explorar-lhe a personalidade... bem, isso soava meio meloso, mas ela o fazia rir. Gostava de fazê-la corar e sorrir. E, apesar de não saber explicar direito o porquê, gostava da maneira, um pouco estranha, de Lisa o fazer se sentir bem-vindo em sua casa. Temia que outros se aproveitassem dessa sua natureza amável, então era natural que sentisse necessidade de protegê-la.
Com exceção daquele assunto sobre bebê, que ela vinha insinuando nos últimos dois meses, Brick se sentia mais do que satisfeito com o relacionamento dos dois.
Estudou-lhe o rosto, notando que seus lábios macios pareciam túmidos pelos beijos que haviam trocado e que ela não estava sorrindo. Os olhos verdes, geralmente serenos, se encontravam enevoados, revelando uma leve tristeza. E ela apenas lhe dissera que queria um bebê. Uma sensação de mal-estar se instalou em seu peito.
— Um bebê? — Tinha esperanças de que se tratasse de uma fase passageira, pensou, estendendo a mão ao lado da cama para pegar uma réstia de antiácidos no bolso da calça jeans. — Você ainda tem muito tempo pela frente para ter um bebê.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

ESPECIAL CORAÇÃO DE MÃE

Candidata a Mãe


Especial Coração de Mãe



LIVROS

Uma mulher perfeita para ser mãe… 



Esse era o desejo do filho de Faulkner Scott. Com 12 anos de idade, o garoto decidira eleger Shelly Astor ao cargo. Agora teria apenas que convencer seu pai de que ela apresentava todas as qualidades!

Capítulo Um

A praia estava lotada. Espalhados ao redor de um enorme aparelho de som, o grupo de estudantes em férias ignorava alegremente os olhares irritados dos banhistas mais velhos.
— Diminuam o volume — sugeriu Shelly Astor com um sorriso, indicando dois banhistas irritados, atrás deles. — Vocês estão criando animosidade contra nós.
— Não seja estraga-prazeres — disse um rapaz. — Somos jovens aproveitando recesso de primavera. Nada de biologia ou de álgebra por uma semana inteira e irada! 
— É isso aí — concordou outro. — Eu bem que podia me afogar. Afundei no exame introdutório de álgebra! 
— Menos diversão e mais estudo — sugeriu um terceiro. 
— Falou, Cabeça de Ovo! — Foi a resposta mal-humorada do primeiro. — O Edwin detonou em biologia — disse, apontando para o esbelto rapaz de cabelos vermelhos. — Ele tirou 10. 
— O dr. Flannery falou que eu sou o melhor aluno que ele já teve. O que posso fazer se sou um gênio? — Edwin suspirou.
— Você não é gênio em trigonometria — murmurou Pete para ele, voltando-se para os outros. — Eu precisei ajudá-lo, porque ele jamais passaria na prova do Bragg. 
— Daria para diminuir esse maldito som? — interrompeu uma voz irritada. 
— Tenha dó, cara! — gritou Pete, olhando para o homem. — Sem contar a trigonometria, sobrevivemos a oito semanas de inferno! 
— E um de nós afundou! — gritou Edwin, apontando para Mark. 
— Estamos todos no limite — concordou Pete, sacudindo a cabeça. — Se não fosse a música para nos relaxar, vai saber o que estaríamos fazendo por aí!



Teste de Paternidade

Especial Coração de Mãe





O sinal de positivo apareceu no teste de gravidez de Jane Dawson a tempo de impedir que seu relógio biológico avançasse ainda mais. 



Só havia um probleminha: seu ex-namorado estava prestes a se tornar papai!

Capítulo Um

No próximo sábado, Jane Dawson iria ao quinto chá de bebê para o qual fora convidada nos últimos três meses. Parecia que toda vez que ela se virava, mais uma amiga ou colega de trabalho estava grávida. Ela se sentia sitiada por barrigas arredondadas, expressões radiantes e chocalhos de prata.
Jane se tornara uma freguesa constante da Annie’s Baby Boutique.
Annie passara a avisá-la, toda vez que a loja recebia algum artigo especial. As duas rapidamente tinham se tornado amigas, e a butique se tornara o seu lugar favorito, o lugar para onde ela ia depois das aulas, para conversar e tomar um chá.
Como resultado, o tique-taque do relógio biológico de Jane soava tão alto, que tinha certeza de que poderia ser ouvido pela cidade inteira. Em julho, ela faria 30 anos, o que atualmente não era muito tarde para se ter um filho, mas, definitivamente, era quase muito tarde, principalmente porque ela não tinha um pai em perspectiva.
De volta à butique de Annie, desta vez para comprar um presente para o chá de bebê de Daisy Markham, no sábado, Jane passou os dedos sobre o alegre protetor de xadrez amarelo de um antigo berço de carvalho, o último tesouro de Annie, e suspirou profundamente. Ultimamente ela suspirava demais. Também sonhava muito e divagava.
Estava ficando cada vez mais difícil esconder a sua inveja. Exclamar “Ahs” e “Ohs” embasbacados ao ver um par de sapatinhos de tricô ou mais uma roupinha ameaçava lhe causar uma crise de nervos. E poderia tê-la naquele dia, pensou ela, olhando o berço.
— O que você acha? — perguntou Annie, radiante de orgulho pelo berço encerado. Ainda tinha traços de pó de madeira e de cera sob as unhas. Seu cabelo muito curto estava arrepiado, e ela não passara sequer uma camada de pó no rosto e, muito menos, batom. — Não é o berço mais lindo que você já viu? — perguntou ela.
Jane tentou disfarçar o desejo de possuir aquele berço, de ter um motivo para possuí-lo, e concordou.



Obra do Acaso
Série Especial Coração de Mãe





Quando Sophie Hartman fez inseminação artificial, jamais poderia ter imaginado que em breve conheceria o pai de seu filho em pessoa: o príncipe Alexander Dumont. 



E ele veio para casar!

Capítulo Um

— O esperma real foi extraviado — disse Jean Robert.
O príncipe Alexander Dumont ouviu as últimas palavras do secretário pessoal e oficial da família real e ficou preocupado. Desviou o olhar da bela vista de Laguna Beach, que se via do seu apartamento de frente para o mar, franziu os olhos e fitou o homem baixinho e todo engomado, que sempre lhe trazia notícias da família, comunicados e insistentes críticas de sua mãe a respeito do seu estado civil.
— O esperma de quem? — perguntou ele, porque Jean Robert poderia estar se referindo a um de seus quatro irmãos.
Jean Robert pigarreou.
— O seu, Alteza — disse ele, esticando o pescoço porque sentia o colarinho branco apertá-lo. — E... Tecnicamente, ele não foi extraviado. 
Totalmente confuso, Alex sacudiu a cabeça.
— Isso tem algo a ver com aquelas malditas reservas de esperma, que a minha mãe exigiu que fizéssemos?
Jean Robert abaixou a cabeça e ajeitou o paletó.
— Para dizer a verdade, senhor, tem sim. Como sabe, sua mãe exigiu que o senhor e seus irmãos fornecessem... Hã... Exemplares de esperma, quando completassem 18 e 25 anos, e...
Alex sacudiu a mão com impaciência. Lembrava-se muito bem de que sua mãe exigira as amostras para preservar a linhagem da família, caso seus irmãos e ele morressem inesperadamente.
— Vá direto ao ponto.
O olho esquerdo de Jean Robert começou a tremer espasmodicamente. Aquilo era um péssimo sinal, pensou Alex, sentindo a preocupação aumentar. Jean Robert estava a serviço da família desde que sua mãe era adolescente, e poucas coisas conseguiam deixá-lo tão nervoso.
— Como o senhor sabe, a rainha é a governante mais progressista que a ilha de Marceau já teve — declarou Jean Robert com orgulho.
Alex soltou um suspiro.
— Você não está fazendo uma declaração para a mídia, JR. Estamos falando sobre a minha mãe. Eu sou filho dela. Vá direto ao ponto.
— Sim, claro — disse Jean Robert. — O senhor tem um primo distante, na Carolina do Norte. Ele está conduzindo uma pesquisa genética e pediu a ela que mandasse material genético da família para ser pesquisado.
Alex ficou pensativo, tentando se lembrar.
— Ralph — disse ele, lembrando-se do homem que usava óculos com grossas lentes e que sempre parecia estar fora do ar. Ele era primo de um primo. 
— Dr. Ralph Edwards. Exatamente. O seu esperma foi mandado para o laboratório onde ele trabalha. 
Alex sabia que o seu esperma deveria ter sido escolhido pelo fato de que seus quatro irmãos e seus filhos homens precisariam morrer antes que ele chegasse a um palmo do trono. Ele se deliciara com isso durante toda a sua vida adulta. Os seus dois irmãos mais velhos suportavam o peso da perspectiva de ter que assumir o trono, com toda a falta de liberdade e de privacidade que isso implicava.
No passado, a família fora constituída por seis irmãos Dumont, mas seu irmão mais moço, Jacques, morrera afogado. Depois de tantos anos, a perda de Jacques ainda era um vazio do qual a família não conseguira se recuperar, apesar das tentativas de sua inquieta irmã, Michelina. Graças à sorte que tivera na ordem de nascimentos, Alex conseguira abrir um negócio e se manter solteiro, com um mínimo de interferência.
— Então Ralph perdeu o meu esperma?
O olho de Jean Robert recomeçou a tremer.
— Receio que seja mais grave do que isso. — Ele fez uma pausa e tomou fôlego. — Aparentemente o seu esperma foi indevidamente utilizado em um procedimento de fertilização in vitro.
O coração de Alex parou. Ele olhou para Jean Robert. Não podia ser verdade.
— O meu esperma foi usado em quê?

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

SÉRIE E ELA ACORDOU


E Ela Acordou Casada - E Ela Acordou Grávida


Série “E ela acordou...”

LIVROS


E Ela Acordou Casada


A primeira pergunta dela ao acordar foi: “Quem é você?”.


Na manhã seguinte à despedida de solteira de sua prima, Megan Scott acorda com a pior ressaca do mundo.
E não é só isso! 
Além de estar em uma cobertura desconhecida, ao seu lado há um lindo, sensual e arrogante… marido?
Até agora, arrumar um namorado havia sido praticamente impossível para ela.
Ainda que tentasse, conquistava apenas um coração partido. 
Mas depois de alguns martínis com Carter — não, Connor Reed! — ela estava casada… Megan precisava de um advogado.
Para a sua surpresa, Connor não queria aceitar o divórcio!


A noite que mudou tudo...

A garçonete Darcy Penn é do tipo inteligente e sensível. Flertar com um homem lindo no bar não faz o seu estilo. Muito menos passar a noite no quarto de hotel com um estranho. Mas depois de ter quebrado suas preciosas regras, ela sai de fininho enquanto Jeff está no banho. Se Darcy tivesse esperado para se despedir, teria sabido sobre o pequeno incidente com o preservativo... 

E isso pouparia Jeff de ser surpreendido, meses depois, com uma visita de Darcy ao seu escritório apresentando sinais de enjoo matinal. e exigindo saber qual será a atitude dele!


E Ela Acordou Grávida

Série “E ela acordou...”

A noite que mudou tudo...

A garçonete Darcy Penn é do tipo inteligente e sensível. Flertar com um homem lindo no bar não faz o seu estilo. Muito menos passar a noite no quarto de hotel com um estranho. Mas depois de ter quebrado suas preciosas regras, ela sai de fininho enquanto Jeff está no banho. Se Darcy tivesse esperado para se despedir, teria sabido sobre o pequeno incidente com o preservativo... 
E isso pouparia Jeff de ser surpreendido, meses depois, com uma visita de Darcy ao seu escritório apresentando sinais de enjoo matinal. e exigindo saber qual será a atitude dele!

Série “E ela acordou...”
1- E Ela Acordou Casada
2- E Ela Acordou Grávida
Série Concluída

sábado, 5 de dezembro de 2015

Série Irmãs Stanford (Dimitriades Series)

Morrendo de Amor - Helen Bianchin OU  AMOR EM SEGREDO 
LIVRO


Série Irmãs Stanford (Dimitriades Series) – vol. 01

Título Original: A Passionate Surrender (2002)

RESUMO:

Luc era seu marido, mas amava outra mulher!

Ana não poderia continuar com Luc sabendo que o coração dele batia
por outra mulher.
Se Celine Moore era tão sofisticada e perfeita, que ficasse com ela! Não lhe interessava um casamento apenas de fachada.
Melhor seria partir... de cabeça erguida. E sem dizer a Luc que ela
carregava um filho dele, senão ele jamais a deixaria ir embora!
Ana sabia que era uma decisão difícil, mas era a única que poderia
tomar. Afinal, como viver com um homem morrendo de amor por ele sem ser correspondida?

Ana é casada com Luc, mas sabe que ele ama outra mulher. Sua falecida esposa, Emma, que morreu pouco tempo depois do casamento. Tudo bem... Ela poderia conviver com o fantasma da outra, mas não podia lidar com a amante de Luc, Celine Moore. Foi por isso que decidiu ir embora mesmo estando esperando um filho do marido. Mas Luc usa de chantagem para tê-la de volta. Se ela não voltar para ele, o pai dela vai para a cadeia. A lealdade falou mais alto e ela se viu obrigada a continuar casada com um homem que não a amava... Mas será que poderia conquistar o amor de seu marido? Será que poderia competir com Celine?

LIVRO

Medo do desejo
Helen Bianchin   Temática: Outra oportunidade
Só iria para a cama com ele depois de casar.

Quando o empresário Jace Dimitriades conheceu Rebekah surgiu entre eles uma atracção enorme. Jace estava consciente de que as mulheres o achavam irresistível e certamente Rebekah não seria uma excepção... Então porque é que não recebia dela outra coisa a não ser antipatia?

Para Rebekah, Jace parecia-lhe terrivelmente sexy... esse era precisamente o problema...! Não podia dar rédea solta aos seus sentimentos por temor de que o seu coração voltasse a ficar ferido.

Jace estava empenhado em demonstrar a Rebekah que ele era diferente, mas parecia que a única maneira de fazê-lo era pedindo-a em casamento.

domingo, 29 de novembro de 2015

A APOSTA

Barbara Joel Este era o prêmio que todos os homens queriam! Reese Sinclair ganhou uma aposta em um jogo de pôquer... e o prêmio não poderia ser melhor: uma mulher! Agora, ela teria de trabalhar na taverna dele durante duas semanas. E isso ensinaria uma boa lição à esnobe Sydney Taylor.

Ele estava certo de que nenhuma mulher iria abalar sua convicção de que deveria permanecer solteiro, nem mesmo a bela Sydney. Até que uma primeira noite de amor fez Reese sentir algo que jamais sentira... por mulher nenhuma. E então ele começou a pensar no que faria quando o prazo estipulado pela aposta expirasse e Sydney fosse embora. Proporia mais um jogo de pôquer ou... um casamento?

BAIXAR

sábado, 28 de novembro de 2015

AMOR DE VERÃO

LIVRO

Amor de Verão
(Summer Pleasures)
Sinopse Amor de verão é mais uma antologia de sucessos de Nora Roberts, na qual a autora explora a linguagem do desejo, da atração e dos sentimentos através de dois romances que ficarão na memória e no coração do leitor por muito tempo. Segunda Natureza é a história de Lee Radcliffe, repórter determinada a conseguir uma entrevista exclusiva com o escritor Hunter Brown, conhecido pelos seus livros de terror e pelo estranho hábito de viver isolado. Apesar de não dar entrevistas, Hunter, fascinado pelo magnetismo de Lee, abre uma exceção, mas com a seguinte exigência: ela deveria acampar com ele por duas semanas em Oak Creek Canyon, no Arizona. Disposta a enfrentar adversidades em nome do trabalho, Lee aceita a proposta. Com o passar dos dias, fica difícil manter o relacionamento no nível profissional. Agora, Lee terá de optar entre conseguir a entrevista mais importante de sua carreira ou escutar a voz do coração e dar um passo rumo a um futuro incerto. Em Retratos de um Verão é contada a história da fotógrafa Bryan Mitchell, amiga de Lee. Ao ser convidada para criar um ensaio cujo tema é o estilo de vida americano durante o verão, Bryan sente que essa é uma boa oportunidade para mostrar que seu trabalho não se restringe aos ricos e famosos. O único problema é que ela terá de realizar o projeto em parceria com o fotojornalista Shade Colby. Shade é o tipo de homem que incomoda Bryan. Bruto e cínico, ele também não está nem um pouco satisfeito com a idéia de dividir seu tempo com outra fotógrafa. Mas, como não há brechas na proposta, os dois partem em uma viagem de Los Angeles a Nova York, discordando do início ao fim em todos os aspectos e decisões. Ao longo do caminho, Shade passa a admirar o jeito bondoso e acolhedor de Bryan, sempre disposta a perceber o lado belo da vida. E, junto com a admiração, ele começa a sentir afeição pela companheira. Em pouco tempo, Bryan e Shade descobrem que terão de tomar, talvez, a decisão mais importante de suas vidas. E antes do fim do verão.
Nora Roberts


Segunda Natureza

A repórter de celebridades Lee Radcliffe tem de cumprir uma pauta bizarra: acampar durante duas semanas com Hunter Brown, popular escritor de romances de terror cujos hábitos são, no mínimo, estranhos. Lee está decidida a conseguir a entrevista mais importante de sua carreira, mas durante o tempo em que passa com Hunter e o conhece mais de perto, ela começa a considerar algo além de um simples furo jornalístico.

Retratos de Um Verão

As fotografias de Bryan tornaram-se famosas por expressarem o que está além da imagem superficial de situações comuns. E as de Shade, uma foto jornalista premiada, por captarem a tensão dramática de cenas do cotidiano. Juntos, eles atravessam os EUA em busca de imagens que retratem a vida americana durante o verão. E acabam construindo uma relação cheia de antagonismos, polêmicas e discussões, porém inesquecível.
Capas:

TRILOGIA DA HERANÇA

Série “Trilogia da Herança” – Nora Roberts

LIVRO

LIVRO 1 – HERANÇA DE FOGO

Titulo Original: Born in Fire
Ano da publicação: 1994
Série: Concannon Sisters Trilogy

Nora Roberts volta a arrebatar-nos com o primeiro volume de uma das suas mais aclamadas séries: a Triologia da Herança. No centro desta obra apaixonante encontramos as irmãs Concannon, mulheres do nosso tempo, que vivem na mágica Irlanda, terra de colinas suaves e lendas antigas.
Herança de Fogo é a história de Maggie Concannon.Talentosa e rebelde, Maggie é uma artista que trabalha o vidro. As suas obras de arte são mais do que apenas objectos belos, são reflexos da sua verdadeira natureza. Até que um dia, Rogan Sweeney, dono de uma das galerias mais sofisticadas de Dublin, descobre o seu trabalho.
Se por um lado Rogan é um profissional e quer fazer dela uma artista conhecida e bem sucedida, por outro o seu coração atraiçoa-o pois está completamente apaixonado por aquela mulher rebelde e explosiva. Apesar de Maggie sentir o mesmo, uma relação entre ambos nunca poderá ser fácil... ou não houvesse um passado negro a assombrar o futuro.


LIVRO 2 – HERANÇA DE GELO
Titulo original: Born in Ice
Ano da publicação: 1995
Série: Concannon Sisters Trilogy

Quando as tempestades do Inverno varrem a Irlanda, toda a gente fica dentro de casa e os turistas deixam de aparecer. Como tal, até a acolhedora estalagem de Brianna Concannon se transforma num lugar frio e vazio. Mas isso não é um problema para ela, pois se há coisa que Brianna adora é paz e sossego, mesmo quando o vento gelado uiva nas janelas. Grayson Thane é um escritor norte-americano que cresceu num orfanato e sempre viveu sozinho. Assombrado por um passado que anseia esquecer, chega à estalagem de Brianna à procura de isolamento e inspiração para o próximo romance. Mas o destino oferece-lhe muito mais do que isso. A beleza de Brianna conquista o seu olhar, e a serenidade dela apazigua a sua alma irrequieta. Mas poderá o fogo nascer em dois corações tão gelados?


LIVRO 3 – HERANÇA DA VERGONHA
TITULO ORIGINAL: Born in Shame
ANO DA PUBLICAÇÃO: 1995
SÉRIE: Concannon Sisters Trilogy

 Bodine é uma talentosa ilustradora numa das mais prestigiadas agências de publicidade de Nova York. Mas a sua vida dá uma reviravolta quando descobre a identidade do seu verdadeiro pai: Thomas Concannon. Respeitando a última vontade da falecida mãe, Shannon ganha coragem e viaja até à distante Irlanda. Mas quando lá chega, a sua solidão e vergonha desaparecem na alegria da família que ela nem sabia existir. E na linda paisagem irlandesa, impregnada de lenda e misticismo, Shannon descobre finalmente a possibilidade de um amor que estava predestinado. Herança de Vergonha continua a história das irmãs Concannon, mulheres dos nossos dias, ligadas pelo espírito intemporal da sua terra.

O PARAÍSO EM TEUS BRAÇOS

LIVRO
O Paraíso Em Teus Braços
Cindy Gerard
The Bridal Arrangement
Coleção Sabrina, nº 1236
Editora Nova Cultural , 2000
Assunto Cotidiano

A NOIVA VIRGEM..
Lee Savage foi para Montana para reivindicar o que lhe pertencia: a Fazenda Shiloh e uma noiva virgem. Lee vira Ellie nascer, e a promessa que fizera ao pai dela os unira para sempre. O sentimento de Ellie por Lee brilhavam em seus olhos inocentes, mas, para Lee, casamento não significava amor. E, enquanto Ellie estava curiosa e ansiosa para conhecer os mistérios da paixão, Lee relutava em admitir que correspondia aos anseios da esposa. A inquietação que afligia Lee, as emoções que o dominavam e atormentavam seriam apenas o senso de dever... ou poderiam significar... amor?

O PLAYBOY MAIS DISPUTADO EM LONDRES


LIVRO
SOBRE A SÉRIE:


Um príncipe árabe e seus dois amigos de internato inglês não sabiam o que o destino estava preparando para eles... Mulheres fortes, determinadas e que os fariam perder a cabeça e o coração...



Um sonho em Veneza - Sharon Kendrick - Sabrina 1234(The unlikely mistress - 2001 - Silhouette)
personagens: Sabrina Cooper e Guy Masters

A viagem à Veneza havia sido planejada em outras circunstâncias, mas Sabrina não abriu mão dela, quando precisava arejar a cabeça. Foi na romântica cidade italiana onde ela conheceu o misterioso Guy, um homem viciado em trabalho. Os dois se rendem à uma poderosa atração. Mas as verdades começam a aparecer e Sabrina foge dele. O problema é que eles se reencontram e Guy cobra explicações que são dolorosas demais para ela. E isso acaba os aproximando até que eles tenham que decidir o que fazer com o relacionamento deles.
Curiosidade:
- Atenção para a participação do príncipe Khalim....

Apaixonada pelo sheik - Sharon Kendrick - Sabrina 1225
(Surrender to the sheikh - 2001 - Harlequin)
personagens: sheik Khalim e Rose Thomas

Ela não se atirou aos seus pés! A madrinha de casamento dos amigos Sabrina e Guy, Rose Thomas, conseguiu atrair e deixar Khalim contrariado na mesma proporção. Rose percebeu que havia atraído a atenção do padrinho, mas ele parecia lindo, arrogante, mandão demais. E ela recusou o convite dele. Khalim tentou esquecê-la, mas acabou procurando-a e contratando-a para exercer uma função em Maraban. Será que com toda a pompa e circunstância das mil e uma noites, tendo que provar sua competência a cada dia, Rose conseguiria resistir à atração pelo sheik?
Curiosidade:
- Temos menção e participação de Sabrina e Guy. E finalmente somos apresentados à Philip Caprice, o outro amigo que protagoniza a próxima história...

Herança do Passado - Sharon Kendrick - Julia 1190(The Mistress Child - 2001 - Silhouette)
personagens: Lisi Vaughan e Philip Caprice

Quatro anos depois, Philip voltara à Langley. Sinal de problemas, grandes problemas para Lisi. Eles não haviam resistido à poderosa atração entre eles, mas o sonho se estilhaçou quando Philip a abandonara porque era casado. Ela não tinha a menor disposição de vê-lo de novo, muito menos falar com ele uma coisa que já deveria ter dito... No entanto, Philip estava disposto a ficar por perto e a contratou para ajudá-lo na compra de uma casa no vilarejo. Ele queria se explicar e acabou descobrindo mais do que Lisi pretendia revelar... E agora tinha um motivo para ficar de vez, ela querendo ou não.
Curiosidade:
- Philip é teimoso como uma mula empacada. Até parece que só Lisi errou nessa história...
- Eis que temos a participação de sheik Khalim e Rose aqui...

SEGREDOS DO CORAÇÃO

LIVRO
A dama de honra e o amigo do noivo...

Bella Carew está apavorada com a ideia de voltar para a Inglaterra para o casamento de sua irmã! Em Nova York ela tem um emprego fascinante e um novo círculo de amizades. E, melhor que tudo, lá ninguém sabe de nada sobre sua vida amorosa...

Gil de la Court interrompe uma negociação importante para comparecer ao casamento de seu amigo na Inglaterra. E não se arrepende, pois nada poderia ser mais compensador do que ter a oportunidade de dançar com a mais linda e graciosa dama de honra! Mas alguma coisa o intriga... Gil tem a nítida impressão de que BElla está fazendo um esforço tremendo para fingir que está se divertindo... E começa a suspeita que ela talvez tenha um segredo.

O DILEMA DE UM HOMEM

LIVRO
O Dilema de um Homem

Mesmo em meio a uma multidão, ela se sobressaía… Bonito, viril, sensual, Reece Carlyle atraiu de imediato a atenção de Amber. Quando o encontrou pela segunda vez, teve a certeza de que ele a estava seguindo. Mas o que um homem fascinante como aquele teria visto nela? Reece prometera ao amigo que vigiaria sua filha rebelde e voluntariosa. Mas quando vigiar transformou-se em conversar… e depois beijar… ele soube que entrara em território proibido. Porque Amber era uma jovem inexperiente que merecia ter seu primeiro envolvimento amoroso com alguém menos complicado que ele. O problema era que Reece não podia permitir que Amber ficasse com outro homem… a não ser ele próprio!

SEGREDO DE UMA MULHER

LIVRO
Segredo De Uma Mulher
Catherine Spencer
Mistress on His Terms
Coleção Sabrina, nº 1224
Editora Nova Cultural , 2001
Assunto Falsos julgamentos

AMANTE NOS MEUS TERMOS!
Na primeira vez que Lily entra em contato com o pai, ela descobre que ele se casou novamente e que faz parte de sua nova família um arrogante porém irresistível e charmoso enteado! Sebastian Caine faz questão de deixar claro que não confia em Lily, mas isto não impede que ele se sinta atraído... nem que faça de tudo para seduzi-la! Lily tem um segredo que pretende revelar, mas primeiro Sebastian tem que aprender a confiar nela... Enquanto isso, Lily não tem escolha senão jogar de acordo com as regras dele...

SEXY TIRANO

LIVRO
Sexy Tirano
(The Nanny & Her Scrooge) DeAnna Talcott Sabrina Nº 1223

Juntos? Impossível! Com boa aparência, poder e prestígio, Jared Donnelly alimentava as fantasias de qualquer mulher. No entanto, para Nicki, isso de nada valia, pois sabia que o chefe era um tirano. Verdade que sentia um choque elétrico percorrer o corpo cada vez que Jared a fitava com aquele olhar sexy, mas ficara enfurecida quando ele a demitira! Então, inesperadamente, Jared a convidou para cuidar de sua filhinha! A idéia de passar um Natal em família, na mansão de Jared, era por demais tentadora, e Nicki aceitou a oferta. Não demorou muito tempo, porém, para ela descobrir que estava apaixonada pelo patrão... Mas Nicki sabia que só um milagre despertaria aquele homem insensível para o mundo do amor e da paixão...

PARA FICAR NOIVA

LIVRO
Para Ficar Noiva...
Carole Mortimer
To Become a Bride
Série To Love Bachelor Sisters
Coleção Sabrina, nº 1216
Editora Nova Cultural , 2001
Assunto Cotidiano

Ela queria conquistá-lo... ele tinha um segredo para proteger!!
Desde quanto se conheceram, Danie sempre trocou farpas com o discreto porém atraente médico Jonas Noble. Ela sabia que ele guardava um importante segredo sobre sua família e que também precisaria de um bom plano para conseguir ?arrancar? esse mistério de Jonas. Não fosse a forte atração que Danie sentia por Jonas, talvez seu plano fosse mais fácil de ser realizado. Ela precisava descobrir, a qualquer custo, o motivo da presença de Jonas na casa do pai. Mas quanto mais se aproximava, mais se apaixonava! E aos poucos seu coração se despedaçava... porém por causa de um outro segredo... segredo esse que, se

HORA EXTRA..NO AMOR

LIVRO
Conviver com o chefe 24 horas por dia parece ser um sacrifício... mas não para Karen!
Mãe dedicada de dois meninos gêmeos e competente assessora jurídica, Karen Wolf está habituada ao trabalho árduo. Mas nunca tinha sido incumbida de tarefa tão difícil quanto a de ser obrigada a morar na mesma casa que seu novo chefe, dia após dia, noite após noite...
Michael Greco é incrivelmente bonito, irresistivelmente charmoso e está claramente determinado a manter Karen a seu lado até muito depois do horário de expediente! No entanto, apesar da poderosa atração entre eles, casamento e filhos não fazem parte dos planos de Michael. Mas ele é o homem dos sonhos de Karen! E ela não está nem um pouco disposta a deixá-lo escapar...

O BOM PARTIDO

LIVRO
O dia do casamento que nunca planejei!



Eu, Jayne, devia estar louca. Erik, o playboy mais famoso de Youngsville, entrou na joalheria onde eu trabalhava, escolheu um anel para sua futura esposa e em seguida pediu-me em casamento. Apesar de saber que não se tratava de amor à primeira vista, e que seria um enlace de interesses, com uma herança em jogo para Erik, meu coração bateu forte. Porque não é todo dia que uma garota se casa com um homem que mal conhece e se apaixona de imediato pelo marido!

SIMPLESMENTE AMANTE

LIVRO
Simplesmente amante
Susan Napier
The Mistress Deception
Coleção Sabrina, nº 1203
Editora Nova Cultural , 2000
Assunto Chantagem

MOVIDOS PELO DESEJO OU PELA TRAIÇÃO?
Quando Rachel ofereceu-se para ajudar Matthew Riordan em uma festa, suas intenções eram totalmente inocentes. Ela tentou evitar um escândalo, mas, em vez disso, acabou sendo vítima de uma chantagem. Matthew Riordan era irresistivelmente charmoso e não precisava de desculpas para levar rachel para a cama. O que ela não sabia era e Matthew queria se vingar ou apenas torná-la sua amante!